The Police – Reggatta de Blanc

27/01/2009
the police reggatta de blanc

the police reggatta de blanc

Este segundo album do The Police é aberto pela matadora e melhor música feita por eles, de acordo com minha humilde opnião – Message in a Bottle – cujo riff inicial e bateria dura e reta fazem defuntos se colocarem de pé depois se desmantelarem de tanto sacudir a poeira que lhes cobre.

Bom, elogios a parte, na sequência vem a instrumental que nomeia o disco, Reggatta de Blanc, um termo francês  que significa Reggae de Branco! Walking on the Moon tem uma levada bem reggae, e é outro grande hit da carreira da banda. Bem como The Bed’s Too Big Without You que foi regravada por uma cantora de reggae Sheila Hylton em 1981, cuja versão tornou-se hit na Grã-Bretanha.

A carreira da banda foi bem curta, de 78 até 83 apenas. Todos os membros tinham uma ótima técnica e criatividade em seus instrumentos. Andy Summers(Guitarra) chegou a tocar com Robert Fripp do King Crimson. Mas o que levou a banda a seu fim foi a briga de egos entre Sting(baixo/vocal) e Stewart Copeland(Bateria).

Agora vamos falar sobre o estado de conservação desta edição. Foi produzida no Brasil em 1987, a gramatura do vinil é fraca, padrão nacional, mas não é das piores(como discos de novela por exemplo). O estado do vinil é de como novo, sem um arranhão sequer, e sem qualquer desgaste de muito uso. A capa está boa, mas apresenta aqueles típícos desgates de estante de ser colocado e retirado.

Lista das Músicas:

  1. “Message in a Bottle” – 4:51
  2. “Reggatta de Blanc” (Andy Summers, Sting, Stewart Copeland) – 3:06
  3. “It’s Alright for You” (Sting, Copeland) – 3:13
  4. “Bring on the Night” – 4:15
  5. “Deathwish” (Summers, Sting, Copeland) – 4:13
  6. “Walking on the Moon” – 5:02
  7. “On Any Other Day” (Copeland) – 2:57
  8. “The Bed’s Too Big Without You” – 4:26
  9. “Contact” (Copeland) – 2:38
  10. “Does Everyone Stare” (Copeland) – 3:52
  11. “No Time This Time” – 3:17

Preço:

R$ 10,00 + frete

Produto encontra-se em SP-capital

Links:

Biografia na Wikipedia

Ficha técnica no Allmusic


Traffic – The Low Spark of High Heeled Boys

25/01/2009
Todos os lados inclusive o de dentro

Todos os lados inclusive o de dentro

Stephen Lawrence “Steve” Winwood (12 de maio de 1948 em Handsworth, Birmingham, Inglaterra)  tem sua carreira solo, mas ficou mais famoso tocando na banda Traffic formada em 1967  formada também por  Jim Capaldi, Chris Wood e Dave Mason. O som distinto da banda,  mesclando a psicodelia, com forte influencia dos Beatles,  focando no orgão de Winwood e nos outros diversos instrumentos usados por Wood, principalmente sua flauta. Suas gravações inovadoras e a escrita compartilhada de letras influenciaram vários outros grupos de rock progressivo no final da década de 1960 e início da década de 1970.

Este disco marca a entrada do Traffic no lado mais comercial de sua carreira. Foi gravado pelo núcleo da banda na época e por convidados, muitas vezes fazendo jams para compor os sons. Tem músicas diversificadas como a Light up or Leave Me Alone que soa bem agressiva, já as Hidden Treasure e Rainmaker encerram o disco com um tratamento mais acústico. Mas o ponto alto do disco é a faixa que da nome ao próprio, com seus 12 minuitos de duração e ótimos riffs de piano e sua letra que fala sobre a industria da música.

The Low Spark foi lançado em 1971, aqui no Brasil em 1972, inclusive esta versão disponível aqui no blog é da época, fabricado pela Phonogram. Por ser um disco com idade de 35 anos está em otimo estado de conservação. O papel da capa está bem conservado, contendo apenas sinais de amarelamento do tempo. O formato da capa possui o recorte que dá a característica de cubo junto ao desenho da capa. O vinil está bem conservado, mas possui um arranhão estranho que não chega a prejudicar com pulos, mas atrapalha um pouco a audição. De resto está como novo. Vinil com gramatura excelente, pesado e não enverga ao chacoalhar.

Lista das Músicas :

1. Hidden Treasure(4:16)
2.The Low Spark of Heigh Heeled Boys(12:10)
3.Light up or Leave Alone(5:00)
4.Rock & Roll Strew(4:29)
5.Many a Mile to Freedom(7:30)
6.Rainmaker(7:39)

Preço:

R$ 20,00 + frete

Produto encontra-se em SP-Capital

Links :

Biografia – Wikipedia

Ficha Técnica do Disco – Allmusic


Van Der Graaf Generator – Pawn Hearts

25/01/2009
Todos os lados do Vinil

Todos os lados do Vinil

Inspirado por uma viagem para São Francisco o baterista Chris Judge Smith listou vários nomes para um possível grupo de rock que ele gostaria de formar. Ao voltar para Manchester e ingressar na Universidade ele juntou-se a Peter Hammill(cantor/letrista)  e ao tecladista Nick Peame. Escolheram um dos nomes da lista de Smith,  Van der Graaf Generator (uma máquina eletrostática que foi inventada pelo engenheiro Robert Jemison van de Graaff por volta de 1929. A máquina foi logo empregada em física nuclear para produzir as tensões muito elevadas necessárias em aceleradores de partículas).

Apesar de ser uma banda bem cultuada,  não teve muita estabilidade devido a diversas mudanças na formação, mas tendo sempre Peter Hammill como homem base. O disco em questão é considerado o classico da banda, contendo apenas 3 músicas, sendo que uma delas ocupa todo o lado B do disco, algo considerado tradicional por certas bandas prog dos anos 70. Composições inspirados no formato clássico, com diversos movimentos dentro de uma só música.

Um dos motivos do disco ser bem cultuado e desejado é o fato de contar com Robert Fripp(King Crimson) nas guitarras, junto com o Hammill dando toques do que era o King Crimson nos 2 primeiros albuns, pode ser notado principalmente no belo trabalho na música 3 deste LP.

Falando na bolacha, disco foi lançado em 1971, mas a edição que tenho aqui é de 1972, lançada no brasil, estado de conservação muito bom do vinil, quase sem uso. A capa está muito boa também pois ficou bem guardado, não possui amassões. A gramatura do vinil é muito boa,  com bom peso e não enverga facilmente.

Lista das músicas:

1. Lemmings(including COG) – (11:36)
2. Man-erg –  (10:20)
3. A Plague of Lighthouse-Keepers – (23:05)

Preço:

R$ 30,00 + frete

Produto encontra-se em SP-Capital

Links:

Biografia – Wikipedia

Ficha Técnica do disco – Allmusic


COLORS – As cores da Violência (VENDIDO)

12/01/2009
colors - as cores da violencia

colors - as cores da violencia

“You don’t know me, fool
You disown me? Cool…”

Trilha sonora deste filme que ficou famoso no final dos anos 80 por mostrar o duelo das gangues Bloods e Crisps pelo controle da região e no tráfico de crack. Para a época considerado muito violento, mostrando o tradicional sistema de parceiros da policia da california, onde um dos tiras se mostra mais ponderado e o outro que fazer a limpeza da cidade.

VENDIDO

Claro que não podiam usar um estilo diferente do RAP para musicar esta película, tendo como carro chefe a música de mesmo nome do filme, Colors de Ice-T entre outras composições não tão famosas além da trilha em sí.

Temos Sean Penn fazendo o policial esquentado, pronto para matar ou morrer, e Robert Duvall fazendo o tira que quer apenas sobreviver seus últimos dias na polícia para curtir uma aposentadoria com a esposa.

Vale a pena ver e ouvir. Este filme foi um dos primeiros de uma safra de filmes de gangues e cultura hip hop, como New Jack City(com Ice-T), Boyz in the Hood(com Ice Cube) dentre outros não tao famosos.

Vinil em ótimo estado de conservação, poucas audições e uma boa gramatura, lançado pela WarnerBros em 1988 aqui no Brasil. Capa também muito bem conservada, nada amassada, contendo apenas algum desgaste natural do uso nas pontas.

Lista das músicas:

1. Colors – Ice T
2. Six Gun – Liles, Joe
3. Let the Rhythm Run – Fingerprints [1]
4. Raw – Big Daddy Kane
5. Paid in Full – B., Eric
6. Butcher Shop – Williams, M.
7. Mad Mad World – Bouldin, B.
8. Go on Girl – Big Daddy Kane
9. A Mind Is a Terrible Thing to Waste – Moltke, Shawn

Preço:

R$ 20,00 + frete

Produto encontra-se em SP-Capital

Links:

Ouça trechos na Amazon.com

Informações completas sobre o filme no IMDB


egberto gismonti – SONHO 70

10/01/2009
egberto gismonti - sonho 70

egberto gismonti - sonho 70

Egberto Amin Gismonti (Carmo, 5 de dezembro de 1947) é um compositor, músico, cantor e arranjador brasileiro, considerado um virtuoso da música instrumental popular, destacando-se pela sua capacidade de experimentação.

Olá, hoje temos um clássico da música brasileira para a venda. Egberto Gismonti pode ser considerado um músico que beira o limite do popular entre o clássico,  sua técnica é considera assombrosa e por isto é considerado um erudito da MPB. Já tocou com grandes nomes do jazz no mundo todo, em shows e festivais conceituados, tendo em seu catálogo mais de 50 discos lançados. Muito mais famoso fora do Brasi, assim como vários outros músicos deste país, principalmente aqueles que trabalham com música instrumental(mesmo que não seja 100% instrumental).

Entre os músicos com os quais colaborou ou colaboraram com ele, destacam-se Naná Vasconcelos, Marlui Miranda, Charlie Haden, Jan Garbarek, André Geraissati, Jaques Morelenbaum, Hermeto Pascoal, Airto Moreira e Flora Purim.

Já tocou ao lado de osquestras, onde estas não conseguiram acompanhar suas músicas devido ao grande número de síncopas usadas ao longo das músicas, ficou meio complicado para aqueles que estão mais acostumados ao estilo clássico.

O disco de vinil encontra-se intacto, quase sem uso, sem um arranhão ou desgaste sequer. A capa possui apenas uns amassados nos 4 cantos e sinais de desgaste do tempo, pois está cópia do disco é de 1976.  Mas no geral o estado de conservação é de 90%.

Lista das músicas:

1. Janela de Ouro
2. Parque Laje
3. Ciclone
4. Indi
5. Sonho
6. O Mercador de Serpentes
7. Lendas
8. Pêndulo
9. Lírica n.º1

Preço:

R$ 30,00 + frete

Produto encontra-se em SP-Capital

Links:

Entrevista em quadrinhos(em inglês)Wikipedia – Bio e discografia


Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.